Como se livrar da preguiça de treinar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Xô preguiça! Conheça dicas para se sentir sempre motivado (ou quase sempre) a treinar

Se estivéssemos em uma sala com 50 pessoas e pedíssemos para levantarem a mão todos aqueles que já tiveram vontade de deixar de treinar porque estavam com preguiça, é muito provável que todas pessoas levantassem o braço. 

É comum, aceitável e completamente compreensível optarmos por ficar em casa descansado, querer assistir a um seriado ou, então, querer se resguardar da atividade física porque precisa dar conta de alguma outra tarefa doméstica ou profissional.

Bom, deixar de praticar exercício físico por estar cansado é normal, mas é um boicote a algo que é bom e importante para a nossa saúde, tanto a curto como a longo prazo. Por isso, o texto para o blog do Instituto Olimpo desta semana vai ser dedicado a fornecer dicas de como se sentir motivado e motivada para treinar!

Acompanhe!

Busque atribuir um objetivo para a atividade física

Seja para perder ou ganhar peso; manter um padrão estético de corpo; melhorar índices de saúde ou então apenas se divertir, nossa motivação é alimentada por um objetivo. Estabelecer um vai te impulsionar a diminuir preguiça quando ela aparecer. Não tente fazer apenas porque as outras pessoas fazem. 

Dê um sentido e um propósito a sua atividade física, e não se desanime caso os resultados não estejam aparecendo tão rápido. É necessário ter paciência, resiliência e consciência de que fazer esporte, por si só, é benéfico para a saúde. Atividade física, acima de tudo, é para ajudar e não trazer malefícios. 

Por isso, é importante traçar metas que sejam desafiadoras mas, ao mesmo tempo, alcançáveis que te causem satisfação quando estão sendo atingidas.

Tente estabelecer um horário de treino

Além de ações que antecedem ao momento da prática esportiva, vale também fazer um planejamento prévio de longo prazo. Em outras palavras, se você tiver uma semana cujos horários são fixos — trabalho, aula, jantar —, tente encaixar a atividade em um momento do dia que seja permanente também. E, de preferência, em situações que não exijam a sua participação em outros lugares para não correr o risco dessa competição pela sua presença te fazer declinar da ideia de treinar.

Ter um horário fixo de treino e conseguir encaixá-lo na semana junto com as demais obrigações e prioridades ajuda a se programar para outras atividades diárias que também são importantes. 

Deixe a roupa separada com antecedência

Independente da atividade física exercida, é necessário um mínimo de preparo para praticá-la. A começar pela roupa que, só pela necessidade de vestí-la, já se transforma em um obstáculo para as pessoas deixarem de treinar — principalmente nos dias mais frios ou naqueles em que estamos mais cansados.

Portanto, tente antecipar essa etapa e procure separar as roupas que serão usadas na atividade. Se você costuma treinar de manhã, antes do trabalho, já deixe a camiseta, o shorts, o top, e o tênis reunidos para facilitar e agilizar o momento de se vestir para o treino. Caso a atividade seja à noite ou depois do trabalho, a sugestão é já deixar uma mala pronta e colocá-la no carro na noite anterior para não esquecer de levá-la no dia seguinte.

Tenha algo para comer

A mesma recomendação também serve para alimentos. Há quem deixe de treinar porque não teve tempo de comer antes da atividade física. 

Vincular o ato de comer ao do treino já te motiva a fazer a atividade física, uma vez que ela “já começou”.

Por isso, a sugestão é ter sempre por perto uma fruta ou uma barra de cereal ou já deixar separado na geladeira algum lanche para o dia seguinte. Além disso, colocar um despertador para não se esquecer de comer — isso pode acontecer em dias mais corridos — também ajuda e é uma estratégia eficiente. 

Essa dica, no entanto, não vale para aqueles atletas que têm o jejum como estratégia de treino. Nós falamos sobre isso neste texto que escrevemos para o blog: “Exercício Aeróbico Em Jejum: As Recomendações E Contraindicações Dessa Prática”.

“Negocie” com as suas obrigações

É comum e normal deixar de treinar por querer ficar em casa para relaxar. Mas temos que estar atentos para não fazer disso um hábito e trocar a atividade física por uma menos desgastante. 

Caso você esteja deixando de querer fazer exercício por querer ler um livro, passear, assistir a um filme ou a um episódio da sua série favorita, não tem problema nenhum. 

Mas, se pergunte: é possível fazer isso depois do treino?

Uma atividade prazerosa não precisa, necessariamente, anular a outra, sendo possível fazer as duas — ou até as três — coisas dentro do mesmo dia.  

Lembre dos benefícios do exercício

Fazer atividade física é bom a curto e a longo prazo; é boa para as estruturas física, fisiológica e mental do nosso corpo. Já tivemos a oportunidade de explicar com mais detalhes no blog neste texto “Exercício E Longevidade: Os Benefícios Da Prática Esportiva A Longo Prazo”; e neste outro também: “Os 5 Benefícios Da Corrida Para A Saúde Mental”. 

Praticar esporte é recompensador e dá uma sensação de alívio e bem-estar. Nos treinos, é possível descarregar as energias, desestressar e focar apenas na atividade que está sendo realizada.

Em contrapartida, a depender do esporte praticado, é possível também que o momento do exercício seja justamente o de escapar dos problemas, de pensar sobre as angústias e até de refletir com calma para tomar decisões. 

Em outras palavras, a atividade física deve ser vista também como um momento de autocuidado e um momento para se ter consigo, que também é muito importante dentro de uma rotina estressante.

Faça o que é possível 

Nos momentos de cansaço e preguiça, vale lembrar daquilo que o médico e escritor Dr. Drauzio Varella (também maratonista inveterado) costuma dizer sobre atividade física: “Fazer pouco é melhor do que fazer nada”. Se não der para fazer um treino muito puxado, de alta intensidade, seja pelo tempo ou pela disposição, então faça o que é possível. 

Separe uma lista de músicas que te fazem bem e faça uma atividade física leve, como uma caminhada ou um alongamento. Ao final, você se sentirá tão bem que vai se esquecer dos motivos que queriam te convencer a deixar de treinar.

Se motive com profissionais de confiança

O que nos faz sentir motivados também é estar amparados por segurança e pessoas que possam nos orientar com conhecimento técnico e científico. E é isso que a nossa clínica, o Instituto Olimpo, oferece com a nossa equipe multidisciplinar especializada, capacitada e, ainda por cima, apaixonada por prática esportiva.

Aqui, você terá todo o apoio e cuidado de profissionais que vão te ajudar a fazer da atividade física uma aliada para a sua saúde.

Para agendar uma consulta, você pode nos mandar uma mensagem por aqui, que te daremos um retorno assim que possível. 

E para conhecer um pouco mais sobre a clínica, nossas instalações, estrutura, corpo profissional e serviços que disponibilizamos, recomendamos que visite o nosso site, nossas redes sociais, nosso podcast e também o nosso canal no YouTube

Se quiser nos conhecer pessoalmente, também será um prazer te receber. Estamos localizado no bairro Moema, em São Paulo, na Av. Ibirapuera, nº 2907.

Aguardamos o seu contato!

Desenvolvido por

×

Mande-nos uma mensagem

× Marcar uma consulta